Título: Nossa Música
Autora: Dani Atkins
Ano: 2017      
Editora: Arqueiro    
Número de páginas: 368
Skoob: Adicione
Compre: Amazon
Cortesia: Livro cedido em parceria com Editora Arqueiro

Sinopse:Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. 
Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. 
Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.



David está com tudo pronto para uma grande surpresa para esposa, e segue em uma agitada noite na cidade, às vésperas do Natal, para uma loja de joias, onde pretende inovar na hora de presentear a amada. Em outro distante ponto da movimentada cidade europeia, temos Joe, um marido dedicado e extremamente altruísta que, ao voltar para a casa, após um longo dia de trabalho, se depara com algumas crianças, em um parque, clamando desesperadas por ajuda, já que tanto o irmão, quanto seu cachorrinho estão presos tentando sair de um lago congelado.
Mas nossa história não é sobre eles e suas respectivas tragédias que sucedem após os relatos acima, mas predominantemente sobre suas esposas. A vida encontra uma forma muito irônica de uni-las após tanto tempo longe.

Ally é a típica estudante que se dedica cem por cento aos estudos e, se dependesse totalmente dela, jamais se aventuraria em uma das famosas festas da faculdade. Seu intuito é apenas um: formar-se, e de preferência, com louvor. Em contraponto temos David que mostra ser seu exato oposto, com muitos amigos e muitas comemorações sem motivo. Mas é claro que a vida garantiu que, de forma inusitada, eles se conhecessem e após muitas tentativas frustradas ficassem juntos.

Ninguém esperava que um casal como esse se firmasse, e muito menos, que desse tão certo, mas Ally e David pareciam mesmo ter sido feitos um para o outro e contrariando as expectativas até da própria Ally, tudo vai muito bem.

Charlotte acaba de voltar de um intercâmbio, e pretende concluir logo sua faculdade, se dedicando para que possa seguir com sua vida. Nessa nova jornada, conhece a simpática Ally, uma garota doce que a ajuda com a mudança sem questionamentos e enxerga ali o que poderá se tornar uma grande amizade. E por muito tempo é isso que elas são, junto de David. No entanto as voltas que o mundo dá atingem a todos, e uma dramática separação faz com que o trio se dissolva, formando um novo casal e deixando um deles de fora.

“Você pensa que tem o controle de sua vida, acredita que é você quem toma todas as decisões, e então algo assim acontece e você se dá conta de que é apenas uma minúscula peça em um jogo de xadrez, sendo movida de um lado para outro ao capricho de alguma coisa ou alguém muito maior. Livre-arbítrio? Eu nem mesmo tinha certeza se ainda acreditava nisso”.


Hoje, quase dez anos depois, Charlotte é a esposa de David e Ally é uma mulher realizada e apaixonada por seu marido Joe e seu filho Jake. Os três nunca mais se encontraram após a formatura, e apenas a sombra de suas memorias ainda perseguem suas vidas. Mas quem disse que as coisas devem ficar do jeito que estão? Parece que para o universo, as duas ainda precisam se encontrar e esclarecer o que ficou pendente. E é em uma noite fatídica que ambas se encontram na sala de espera de um hospital no Reino Unido, temendo pela vida daqueles que mais amam.

“Existe uma necessidade de união quando algo tenebroso se aproxima. Mas, às vezes, não importa quantas pessoas amadas estejam ao nosso lado, o golpe derruba você”.

Essa é minha segunda experiência com um livro da Dani Atkins, e assim como na primeira, achei tudo muito bem feito, e toda a história foi pensada de uma maneira muito carinhosa, mesmo em meio a tanta tragédia. A autora tem um jeito leve de escrever, fazendo com que, não apenas tudo flua muito rapidamente, como também nos faz refletir quase de forma sutil sobre a vida.

Não temos tantos personagens importantes ao decorrer da trama, mas nas oscilações de passado e presente que permeiam o livro, conhecemos muito bem as características mais marcantes dos coadjuvantes e entramos em contato direto com as protagonistas, coisa que também é facilitada pela narrativa em primeira pessoa, tanto nos flashbacks quanto no tempo presente. Apesar de algumas características pertencentes a lógica maniqueísta, não é assim de uma forma geral, e conseguimos enxergar em grande parte do tempo que a maioria dos personagens carrega um lado bom e um mal, não sendo cem por cento uma coisa ou outra.

Nossa música é reflexivo e nos leva a pensar de verdade sobre a vida, o que ela nos traz e o que fazemos com o que ganhamos. E apesar de ter potencial para isso, o livro não se tornou um grande dramalhão, tendo um início e um desenrolar muito bons dentro de seu seguimento, com um enredo de arrancar lágrimas de pessoas mais sensíveis, como eu, por exemplo. Quando o peguei para ler, pensava ser algo mais jovial, todo voltado para um público jovem, no entanto, apesar das grandes partes em que temos a visão do passado, imagino que ele apreciaria também a um público mais adulto. Acredito que a autora tenha encontrado um bom equilíbrio entre um e outro, principalmente se você aprecia romances com um bom toque de drama.












11 Comentários

  1. Oiii Aline tudo bem?
    Que incrível essa sua resenha menina, adoro todo esse tipo de livro que envolva esse tipo de música e enredo, creio que deve ser um livro incrível e adoraria ler, ótima resenha.
    Oiiii Bianca tudo bem?
    Que demais a sua resenha querida, fico feliz que tenha gostado, eu nunca fui muito chegada em livros da Carina, mas é sempre bom lermos e sabermos opinião de outras pessoas.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Putz! Bem o que pode acontecer na real hein?
    Gostei! Nunca li nada da autora mas fiquei bem interessada de como ela vai desenvolver esse drama.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ana, adorei a resenha. Esse livro parece ser realmente tocante e a capa dele é linda, então estou de olho para realizar a leitura, além do mais, adoro livros que trazem reflexões sobre a vida <3

    ResponderExcluir
  4. Que autora incrível, que resenha maravilhosa.
    Todas as opniões que vi a respeito desse livro são positivas, a autora consegui mais uma vez prender o leitor.
    Cadê a promoção pra comprar esse livro ? rs ...
    Este já está na minha lista de leitura!
    Beijos e até a próxima.

    ResponderExcluir
  5. Oi Aline, eu particularmente gosto quando um autor criz um enredo mesclando passado e presente, por isso gostei de saber que neste livro há o uso disso.
    Bjs, rose.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Estou com muita vontade de ler esse livro. No mês que lançou foi pra minha colaboradora, mas Dani Atkins é maravilhosa na escrita então certamente vou amar e me 3mocionar.
    Adorei sua resenha!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. Oi Aline,
    Menina passei hoje na livraria e pensei "que capa legal, não tinha visto esse livro, depois vou procurar saber sobre ele, achei o título bacana". Daí chego em casa e me deparo com a sua resenha, que eu adorei, diga-se de passagem.
    Dica de leitura anotadíssima.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Estou doida por essa história! Ainda não li nada da autora mas tenho muita curiosidade! Se tem algo que sei é que chorarei horrores! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  9. Oi! Que premissa interessante!
    Deve ser bem emocionante mesmo, tendo em vista o sentimento guardado por anos e se encontrarem assim dessa forma. Essa capa está muito linda ♥ A dica está anotada e pretendo ler em breve!

    ResponderExcluir
  10. Aline, iniciei a leitura desse livro, mas parei por achar que se tratava de uma história muito triste e, como no momento, eu não estava preparada para enfrentar emoções fortes, resolvi deixar para depois. Lendo sua resenha vejo que a autora foca mais da história de amor e não na tragédia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Aline. Tô doida pra ler esse livro desde o lançamento. Só tenho vista resenhas positivas e suas 4 estrelas me deixaram em choque. Estava esperando 5, RS. Mas ainda assim foi uma resenha bastante positiva, o que aumenta meu desejo de le-lo.
    Bjs

    ResponderExcluir