Título:  Fábrica de Vespas
Autor: Iain Banks
Ano: 2016
Editora: Darkside Books
Tradução: Leandro Durazzo
Número de páginas: 240
Skoob:Adicione Compre: Amazon

Sinopse:Frank – um garoto de 16 anos bastante incomum – vive com seu pai em um vilarejo afastado, em uma ilha escocesa. A vida deles, para dizer o mínimo, não é nada convencional. A mãe de Frank os abandonou anos atrás; Eric, seu irmão mais velho, está confinado em um hospital psiquiátrico; e seu pai é um excêntrico sem tamanho. Para aliviar suas angústias e frustrações, Frank começa a praticar estranhos atos de violência, criando bizarros rituais diários onde encontra algum alívio e consolo. Suas únicas tentativas de contato com o mundo exterior são Jamie, seu amigo anão, com quem bebe no pub local, e os animais que persegue ao redor da ilha.
Abandonado à própria sorte para observar a natureza e inventar sua própria teologia – a maneira do Robinson Crusoé de Daniel Defoe –, Frank desconhece a escola e o serviço social, já que seu pai acredita na educação “natural”, recomendada pelo filósofo do século XVIII Jean-Jacques Rousseau e apresentada em seu romance Emílio, ou Da Educação (1762), que sugere que as crianças devem crescer entre as belezas da natureza, permitindo que elas se deleitem com a flora e a fauna. A natureza humana seria boa a princípio, mas corrompida pela civilização. Quando descobre que Eric fugiu do hospital, Frank tem que preparar o terreno para o inevitável retorno de seu irmão – um acontecimento que implode os mistérios do passado e vai mudar a vida de Frank por completo.



“As cabeças degoladas de gaivotas, coelhos, corvos, ratos, corujas, toupeiras e lagartinhos olhavam para mim.”



Já li vários livros que tratam sobre psicopatia, e claro que sempre chocam, mas quando é psicopatia infantil, parece que choca mais ainda. Última obra que li sobre este assunto foi Menina Má, e quando achava que nada me surpreenderia neste gênero, chega Fábrica de Vespas com sua enxurrada macabra de maldades e pensamentos sombrios.

Fábrica de Vespas foi publicado originalmente em 1984 pelo escocês Iain Banks. Uma leitura que surpreendeu muito e de várias formas, agora imagina como não foi à repercussão deste livro anos atrás. A trama é narrada em primeira pessoa por Frank, um jovem de 16 anos que mora em uma Ilha costeira da Escócia com seu pai. Frank tem um irmão chamado Eric que está internado em um hospital psiquiátrico. Mas ele foge e está voltando para casa, para o terror do pai e dos moradores da cidade. Eric fez umas coisinhas bem bizarras no passado como colocar fogo em cachorros entre outras coisas nada legais. Mas te digo uma coisa, o baque é grande quando você descobre os motivos dele ter sido internado (Me arrepiei toda nesta parte).

Fabrica de vespas é um livro perturbador. Acompanhar a história através de Frank deixa tudo mais assustador e doentio, ele tem a naturalidade de Alex de Laranja Mecânica em contar seus causos maléficos, como se fosse uma coisa natural. Frank é sozinho, excêntrico, inteligente tem tendências violentas, adora torturar animais, odeia mulheres e o mar. Se você se coçou todo com o comportamento dissimulado da linda Rhoda de Menina Má, ficará em cólicas com este garotinho nada bom. Além dos problemas comportamentais, ele está muito insatisfeito consigo, sempre reclama do seu corpo e cita que tem uma deficiência, mas nunca se aprofunda sobre ela. Assim a curiosidade de sabermos mais sobre essa tal deficiência só aumenta, ficamos interessados também em saber o que tem no escritório do pai de Frank, que vive trancado e ninguém entra além dele. O pai de Frank é muito misterioso, e suas atitudes nos leva a criar várias teorias, principalmente pelo fato do Frank não ter sido registrado e não frequentar a escola, foi educado em casa.


A trama se desenvolve entre Eric se aproximando de casa e dando vários telefonemas sem sentidos a seu irmão, e Frank nos contando sobre sua vida, alternando passado e presente, assim vamos descobrindo toda a morbidez que o rodeia, como sua mente doentia foi se desenvolvendo, desde os pensamentos e motivações que o levaram a ter sua primeira vitima, Frank começou a matar muito cedo, com uns seis anos, e, cada morte foi impactante e cruel.

A escrita do autor é muito vivaz, você reproduz toda a cena na sua mente e é completamente incômodo. O livro é incrível, não só por trazer um jovem com essa sagacidade para a maldade, mas como cada personagem é peculiar e te choca por suas atitudes, são pessoas problemáticas e que nos surpreendem em algum momento. Além de trazer a psicopatia, a obra também traz uma crítica social, manipulação, existencialismo; trazendo várias reflexões para o leitor.

“As pessoas mais malucas. Uma porção delas parece estar na liderança de países ou religiões. Ou exércitos. Os malucos de verdade.”

Um livro perverso, reflexivo e perturbador. E que achando que estava pouca toda a narrativa surreal de Frank, ainda nos dá um nocaute com o desfecho. Gente, o final deste livro é de explodir a cabeça. Sensacional. Difícil a teoria de algum leitor se aproximar da verdade de Iain. Eu adoro finais chocantes. E temos que tirar o chapéu para Banks. Todas as peças vão se encaixando, e as dúvidas que foram surgindo durante a leitura são respondidas maravilhosamente.

Se preparem para conhecer Frank e sua família incomum, misteriosa e extremamente louca. Em uma leitura visceral e incômoda. Conheça a Fábrica de vespas e descubra se você também não possui uma, e o mais importante, o que você esconde e/ou espera dela. :)

“Esse é o placar até agora. Três. Não mato ninguém há anos, e não pretendo fazer isso de novo. Foi só uma fase pela qual passei.”












30 Comentários

  1. Olá
    Eu estou muito afim de ler livros com essa essa pegada. Não tinha lido resenhas dessa obra, até porque ele acabou de sair do forno. Achei além legal sua resenha, e me deixou muito curioso para ler logo o livro. Também não sabia que esse era uma publicação tão antiga, kk. Também não preciso dizer que o trabalho gráfico está um arraso, rsr.s até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana,
    Que livro perturbador, hein? Adorei conhecer a premissa do livro e fiquei bem curiosa para saber o que fez o Eric ser internado e saber se isso me perturbaria. Fiquei intrigada com essa aproximação de Eric de casa e o que ele fala nessas ligações.
    Dica anotada. Acho que estava precisando de um livro assim.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  3. Nossa, eu ainda não conhecia o livro mas já me senti mal lendo a sua resenha e isso me faz entender que não devo ler o livro. Eu não gosto do gênero mas quando algum livro me atrai eu arrisco na leitura e não me arrependo, mas achei essa história muito perturbadora mesmo e fiquei horrorizada, acho melhor não arriscar fazer a leitura e parar na metade ou passar noites em claro por ficar com algumas cenas martelando na minha cabeça.

    ResponderExcluir
  4. Me interessei. E fiquei achando aqui que o pai deve ter sido o primeiro louco da familia e os filhos pegaram essa genética dele. Tou quente ou fria? Kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha. Você é boa. Leia logo e crie mais teorias. No aguardo.kk

      Beijos!

      Excluir
  5. Amo livro perturbadores, eles mexem com nossa cabeça demais.
    Já vi ele na biblioteca, mas ler nunca o fiz, acredito que tinha certo receio. Mas hoje lendo uma resenha de Fábrica de Vespas, abriu um pouco a minha mente e vou correndo busca-lo.

    ResponderExcluir
  6. Oi, só de ler a resenha já sei que apesar do livro ser bem recomendado, não vou conseguir acompanhar o desfecho.
    Tem filmes desse tipo que fecho os olhos em determinadas cenas. Se bem que a maldade não é apenas fictícia, ela está aí, no dia a dia.
    Bjs,
    http://contosdacabana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ana Lícia. Tudo bem?
    Quando vi sua postagem, fiquei alucinado. Comprei Fábrica de Vespas recentemente e, inclusive chegou essa semana em casa. Estou muito curioso para ler o livro. Depois da sua resenha fiquei com mais vontade ainda. Eu li Menina Má, no mês passado e fiquei alucinado e pelo jeito vou me envolver bastante com esse livro. Infelizmente antes de entrar na cabeça desse menino, preciso terminar um outro livro. Adoro a DarkSide Books e estou adorando esses livros que ela está reeditando. São incríveis. Obrigado pela dica. Quando eu ler volto aqui para registrar as minhas impressões sobre o livro.
    Abraço!

    meuniversolb.wixsite.com/meuniverso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal!

      Leiaaa, sim. Eu amei Menina Má, tanto que virou favorito. Fábrica de Vespas consegue ser mais perturbador, e é incrível também. Acredito que irá gostar. :)

      Excluir
  8. Oiii Ana, tudo bem?
    Não conhecia o livro ainda, mas amei conhecer :) Com certeza vou querer adquirir. Mas vai demorar um pouquinho, já que o livro é da Dark e os preços deles me assustam hahahhaha
    Menina Má eu já adquiri, mas ainda não chegou :(
    Eu só achei uma coisa meio estranha. O livro é narrado pelo Frank, mas quem estava internado era o Erick? Ou seria a mesma pessoa? É uma teoria hhahahha E esse pai aí? Muito suspeito hahahah
    Beijooooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!! :)

    Eu não conhecia o livro e confesso que não pretendo ler mas e porque não me agrada nada isso do perturbador ou mesmo terror! :) ahah

    Ainda bem que gostaste e adoro quando no final da leitura ficamos assim tao surpreendidos e as nossas teorias são deitadas por terra! :) ahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  10. Se é um livro que remete a Laranja Mecânica, certamente, preciso, no mínimo ler. Parei de acompanhar a editora por causa de algumas leituras desagradáveis, mas depois dessa resenha e esse livro, acho que meu coração bateu com força.

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    O livro tem uma pegada super horrenda, deu uma super vontade de ler por conta da sua descrição, e se é da darkside já se sabe que é uma edição incrível, não sabia desse título mas já entrou para a lista de desejos.
    Beijos, Lari.
    segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu adoro livros que tratam temas de psicopatia, ainda mais infantil. Fiquei muito interessada nesse porque realmente atinge nosso psicológico, como o motivo que o protagonista foi preso, fiquei morrendo de vontade de saber mas tenho certeza que quando ler eu vou ficar muito mal.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ana!

    Eu vi que estava pra lançar esse livro e confesso que, de cara, já sei que não é pra mim. Adoro o tema da psiquiatria, leio muitos artigos científicos sobre, mas num livro de ficção não me arrisco. Só espero que esse motivo de ele estar internado não tenha a ver com o pai ou ter sofrido algum abuso, porque não gosto quando um autor dá uma "desculpa" para o personagem agir de tal modo, sabe? (vale para qualquer livro de ficção). Pelo que leio, os psicopatas não têm uma desculpa para serem como são, eles são.
    A d o r e i suas fotos! <333

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ana! Tudo bom?
    Nossa, eu nem tinha parado para ler a sinopse desse livro, então nem cheguei a ter interesse na obra. Mas agora lendo sua resenha e sabendo sobre o que se trata... eu preciso ler! Eu acho incrível esse tipo de história, principalmente quando o final surpreende. Já leu O menino que desenhava monstros? O final é extremamente chocante. hahaha Pelo jeito é do mesmo estilo desse. Gostei muito da premissa, preciso ler logo a obra.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dessa.

      Eu ainda não li "O Menino que desenhava monstros", mas já comprei e está aqui na fila. E você me deixou mais curiosa ainda para ler. E se prepare, pois o final de Fábrica de Vespas é CHOCANTE!

      Abraços!

      Excluir
  15. Oi, Ana Lícia! Nossa, este livro parece ser bom e olha que nem leio muitos neste gênero!rs Mas gosto de leituras que surpreendam e nos causam esses "baques" rs Parabéns pela resenha!

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Acredita que eu não conhecia esse livro ainda? E apesar de eu não ler livros desse tipo, eu fiquei muito curiosa com a premissa desse, pois parece ser perturbador mesmo. Além disso acho o tema psicopatia infantil bem interessante, sem contar que nunca li nada sobre, então a curiosidade é maior ainda. Enfim, espero um dia ler e gostar tanto quanto você.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Acredita que eu não conhecia esse livro ainda? E apesar de eu não ler livros desse tipo, eu fiquei muito curiosa com a premissa desse, pois parece ser perturbador mesmo. Além disso acho o tema psicopatia infantil bem interessante, sem contar que nunca li nada sobre, então a curiosidade é maior ainda. Enfim, espero um dia ler e gostar tanto quanto você.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  18. Pelas caracteristicas do personagem principal que você bem descreveu acredito que este deve ser um dos melhores livros do gênero. Sobre o enredo, apesar de você não adentrar muito nele, pude sentir que ele é extremamente tenso. O que deve agradar e muito aqueles leitores que gostam de uma trama mais psicologica e tal. Enfim, gostaria de comentar mais sobre o livro, mais como não conheço mesmo a obra, só posso focar na sua resenha, que está muito bem feita e tenho certeza que você soube pontuar os elementos da trama de uma forma muito coesa e instigante para os leitores, que assim como eu, não conhecia nada da obra e do autor. Dica anotada!

    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Ana! Tudo bem?
    Não conhecia o livro e apesar de ter adorado sua resenha, esse é um livro que não leria, achei a temática super interessante, mas não para mim! Dessa vez passo! parabéns pela resenha!
    Bj

    ResponderExcluir
  20. Olá... Já achei interessante, esse livro na sinopse tratar de Rousseau, não é muito comum. Achei o enredo fantástico, a sua escrita é bem gostosa de ler me deu muita vontade de ler esse livro, também porque eu adoro histórias com psicopatas e principalmente quando tem um mistério, afinal você me deixou curiosa, quero muito saber porque Eric foi internado, quero mesmo é sentir esse arrepiu. E quando eu conseguir esse livro, farei de tudo para consegui-lo, vou lê-lo de uma só vez (risada) e antes que eu me esqueça, adorei o trabalho dessa editora, o livro ficou muito bom... beijos

    ResponderExcluir
  21. olá, Ana ^^
    Menina, quando vi esse lançamento pirei, pois amo a temática que ele aborda... sem contar que o trabalho gráfico da Darkside nunca deixa a desejar...
    ainda não li Menina má e ele, mas pretendo fazer assim que pegar uma promo bacana com os dois... apesar do maltrato aos animais, pelo que percebi, vai ser algo que vai me deixar com a sensação de um soco no estômago, e amo leituras assim...
    bj :D

    ResponderExcluir
  22. Oi!!
    Nossa eu ainda não tinha lido uma resenha sobre esse livro e não imagina que se tratava sobre psicopatia infantil, a leitura deve ser chocante.
    Fiquei bastante curiosa e querendo conferir a leitura para assim conhecer melhor Frank e sua família.
    Dica mais do que anotada.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  23. Parece ser aquelas leituras os quais se faz em estado bom, pois de fato psicopatia é muito complexo para algumas pessoas, eu mesmo me interesso, mas tenho que ler quando estou suave com a vida...rsrsrs


    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Menina, que livro maravilhoso, adorei sua resenha e poder conhecer ele, estou louca para ler menina má, com certeza vai ser uma das minhas próximas leituras e agora irei louca para garantir a minha edição da fabrica de vespas, o livro parece estar com uma diagramação linda.

    ResponderExcluir
  25. Menina como eu queria gosta do gênero. Acho as capas muito lindo e tudo mais porém não consigo ler. Adorei sua resenha e está ótima porém eu passo.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Ana, semana passada quase adquiri esse livro, estou bastante curiosa para ler, mas admito que quando vejo o preço fico com receio de não gostar da leitura e por esse motivo acabei adquirindo outros livros. Ainda quero ler e a cada resenha que confiro essa vontade só aumenta junto com a minha curiosidade para conhecer essa família! O.o Aliás a família toda parece estar escondendo algo!

    ResponderExcluir